Diretora da APLB fala sobre manifestação em Santo Antônio de Jesus

Aconteceu na segunda-feira (20/03) em Santo Antônio de Jesus uma manifestação contra a PEC 287 que prevê a Reforma da Previdência. Na ocasião, o portal Tribuna do Recôncavo conversou com Jucilene Barreto, diretora da Delegacia da Mata da APLB que declarou que essa reforma é “maléfica para o trabalhador e vai acabar com a aposentadoria.
De acordo com a diretora, é inadmissível que o trabalhador tenha que contribuir 49 anos e trabalhar até os 65 anos para ter direito a aposentadoria. Além disso, essa reforma iguala todos os trabalhadores e a aposentadoria de mulher e homem não terá distinção. Ainda de acordo com a representante sindical, a principal consequência da aprovação da PEC 287 é a aposentadoria, porque apesar de a expectativa de vida no país ser de 75 anos, há estados na região Nordeste que a expectativa de vida não chega aos 65 anos. Assim, muita gente vai morrer sem se aposentar.

Segundo Jucilane, o argumento uado pelo governo para justificar a Reforma é que visa corrigir um rombo existente na previdência. Entretanto, quem deve é a Previdência não é o trabalhador, mas as grandes empresas que sonegam impostos. Então, para o governo é mais fácil cobrar do trabalhador.

Jucilene Barreto informou que os senadores e deputados que votarem a favor dessa Reforma não terão voto popular em 2018, pois, eles terão os nomes e as fotos divulgadas para que as pessoas os conheçam e não elegam como representante. Então, a diretora ressalta que todos os trabalhadores serão afetados pela PEC 287 e chama o povo para participar dos protestos, pois, “o povo unido nunca foi vencido e não vai ser agora.” (Reportagem: Underson Alves | Redação: Maíra Oliveira/ Tribuna do Recôncavo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário