Cerca de 170 pessoas estão desaparecidas em Salvador

Classificado com um “trabalho social” pela delegada Heloísa Simões, titular da Delegacia de Proteção a Pessoa (DPP), do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, a equipe do DPP tem um trabalho diferente das outras polícias. Eles trabalham para encontrar pessoas desaparecidas em Salvador.
Durante entrevista a WebTV do BNews, a titular forneceu dados do atual panorama desse tipo de problema que também é uma realidade. Segundo Heloísa Simões, cerca de 170 pessoas estão desaparecidas em Salvador atualmente e 70% das pessoas que desaparecem são adolescentes. “Adolescentes que a gente diz que são fugas do lar. Porque na verdade, eles não
estão desaparecidos, é um desaparecimento voluntário por conta de um problema familiar. As vezes tem uma proibição de um namoro, a questão da homossexualidade que está em voga”, explica. (bocaonews)

Nenhum comentário:

Postar um comentário