Embasa estuda aumentar tarifa de água este ano: 36 cidades vivem racionamento

O consumidor poderá, ainda este ano, ser surpreendido com um aumento nas contas de água. De acordo com a Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa), foi solicitado junto à Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia uma revisão tarifária extraordinária para 2017. A Embasa não informou de quanto nem quando haverá o reajuste.
A companhia informou que os reservatórios utilizados em diversas regiões do estado vêm sendo afetados pela estiagem prolongada.
Segundo a Embasa, nenhum município atendido pela empresa encontra-se sem fornecimento de água. Nos sistemas abastecidos por mananciais em nível mais crítico, a empresa adotou regime preventivo de racionamento na distribuição de água, com o objetivo de garantir a continuidade do fornecimento - são 36 nesta situação. “Na prática, os municípios submetidos a esse regime não ficam sem água, mas contam com um volume menor para distribuição, ou seja, os imóveis terão água nas torneiras em menos dias da semana”, diz a Embasa.
Para ter acesso à água nos períodos de desabastecimento, a Emabasa
recomenda reservar o recurso, instalando caixa d’água com capacidade suficiente para atender as necessidades de consumo de sua família, além de bomba no reservatório inferior, em caso de imóveis com mais de um pavimento.
Em 2016, a Embasa investiu R$ 153,7 milhões em ações de combate à seca. Os 36 locais com regime preventivo de racionamento de água são: Vitória da Conquista, Belo Campo, Senhor do Bonfim, Jacobina, Jaguarari, Caldeirão Grande, Andorinha, Itiúba, Ponto Novo, Filadélfia, Seabra, Brotas de Macaúbas, Ibitiara, Novo Horizonte, Bonito, Palmeiras, Tapiramutá, Entre Rios, Morro do Chapéu, Poções, Bom Jesus da Serra, Queimadas, Santaluz, Candeal, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Gavião, Ichu, Nova Fátima, Pé de Serra, Pintadas, Quixabeira, Riachão do Jacuípe, São Domingos, São José do Jacuípe e Valente, além das localidades de Angico (distrito de Mairi), Umbuzeiro (distrito de Mundo Novo) e Altamira (distrito de Conde). (correio24horas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário