Salvador - Adolescente de 14 anos é apreendida após encomendar morte do pai

A adolescente K.F.N, 14 anos, foi apreendida por suspeita de ter encomendado a morte do pai na região do Ogunjá, em Brotas. A delegada Claudenice Mayo, titular da Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), explicou que a jovem confessou o crime: "Ela disse que inventou para traficantes da área que o pai a estuprou e por isso pediu para matarem ele".
O homem foi morto de forma brutal na última terça, 9, por volta das 17h, quando chegava em casa após o trabalho em uma fábrica. Ele foi atingido com golpes de faca, machado e pauladas no meio da rua. Entre três e quatro homens participaram da ação.
Segundo a delegada, a filha presenciou o crime. "Ela viu a ação de longe e até achou engraçado, segundo (testemunhas) disseram. Depois ela foi normalmente para a escola, onde foi apreendida", afirmou Claudenice.
Sem demonstrar remorso, a jovem contou que encomendou a morte do pai porque ele a prendia muito. "Eles (pai e filha) estavam brigando porque ele não
queria deixar ela sair, nem namorar e ela queria ficar livre", disse a delegada, explicando que a mãe da jovem morreu quando ela era criança e a garota já namorou com um traficante quando tinha 12 anos.

Investigação
O irmão da jovem estava em casa no momento do crime e foi trancado dentro do imóvel pelos criminosos. Ao ouvir os gritos do pai, ele teria fugido para pedir ajuda aos familiares. Ele e uma tia buscaram a delegacia para prestar queixa contra a adolescente.
A delegada investigou a acusação de estupro, mas descartou essa possibilidade, inclusive porque a jovem confessou que era mentira e disse que costumava mentir quando era desagradada. Ela também já tinha acusado o irmão de violência sexual.
O corpo do homem será enterrado nesta sexta-feira, 12. A adolescente foi encaminhada para o Ministério Público nesta manhã com o pedido para que ela seja internada na Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case). (atarde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário