Diretor, gerente, supervisor... Saiba a função de cada profissional no departamento de futebol

O futebol vive em constante evolução e a todo momento novas formas de jogar e gerenciar clubes de futebol são testados. Nos últimos dias, o Vitória apostou em uma fórmula diferente, pelo menos no futebol brasileiro, e o sérvio Petkovic, que chegou para ser gerente de futebol e auxiliar o então diretor de futebol Sinval Vieira, passou a acumular a função de treinador.
Com a saída de Sinval, que pediu demissão do cargo, Pet foi promovido e ganhou mais um papel dentro do clube: o de diretor de futebol. Com tantos cargos, fica até confuso saber quais são as atribuições de cada um desses profissionais dentro do departamento de futebol de um clube profissional. Para deixar o torcedor bem informado, o Correio explica qual o papel de cada um dos cargos. Confira:


Diretor de Futebol
Objetivo: Proporcionar o funcionamento do departamento de futebol de base e profissional. Ele é responsável por organizar, coordenar e supervisionar todas as atividades do clube relacionadas com o futebol. O diretor também estabelece relacionamentos comerciais com agentes de futebol para a compra e venda de direitos de atletas e supervisiona o gerente médico, gerente de futebol profissional e gerente de futebol de base. Ele é subordinado ao presidente do clube ou outro diretor definido pela agremiação.

Gerente de futebol
Objetivo: Proporcionar o pleno funcionamento do departamento de futebol profissional. Ele é responsável por elaborar, com o diretor de futebol, o planejamento anual do departamento, que inclui: analisar e avaliar a contratação e demissão de atletas do clube, gerenciar custos do setor, gerenciar as atividades relacionadas à comissão técnica e áreas de apoio, analisar e avaliar constantemente o manual organizacional e o manual de processos do departamento, objetivando a melhoria contínua, elaborar o regimento interno dos atletas de futebol profissional, entre outros.

Coordenador operacional
Objetivo: Realizar o controle documental do atleta junto ao clube e às entidades de futebol profissional. O coordenador também é responsável por controlar e atualizar a documentação dos atletas profissionais, supervisionar e controlar a concentração de atletas para os jogos de acordo com o regime interno, participar ativamente de todos os processos administrativos-financeiros que envolvem o departamento, gerenciar e controlar as tabelas, cartões amarelos e vermelhos, suspensões de atletas, para informação da comissão técnica, realizar cotação e compras de material necessário para o departamento de futebol profissional, etc.

Gerente de futebol de base
Objetivos: Proporcionar o pleno funcionamento do departamento de futebol de base, realizar o registro dos contratos dos jogadores do clube junto às federações, Confederação Brasileira de Futebol, FIFA e/ou organizações equivalentes, planejar viagens e acomodações dos atletas, elaborar mensalmente relatório de atividades para a diretoria, determinar horário e local para treinos de todas as categorias, manter contato permanente com o gerente de futebol profissional, indicando atletas que se destacam, etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário