Foragido por tráfico de drogas é preso com 900 kg de maconha

Polícia Militar prendeu, na terça-feira (20), Jarbas Gomes e Silva, de 31 anos, com 900 kg de maconha, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. De acordo com a corporação, o homem é foragido da Justiça por tráfico de drogas e faria a distribuição do entorpecente no interior do Tocantins e em Fortaleza.
Conforme o tenente Vorigues Messias, das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), esta foi a maior apreensão de droga feita pela instituição este ano. De acordo com o policial, os 900 kg de maconha fazem parte de um carregamento de aproximadamente 2 toneladas de droga, que teria sido dividida com um comparsa.
“Ele disse que havia trazido no dia anterior, vindo do Paraguai, e, junto com ele tinha um comparsa, com quem dividia a droga. Eles trouxeram em torno de duas toneladas. O comparsa levou a parte dele”, afirmou o tenente.
A prisão aconteceu na noite de terça-feira no Setor Veiga Jardim, quando o suspeito saía de casa com o veículo. Segundo o tenente, Jarbas recuou o carro
ao perceber a presença de policiais na rua. De acordo com a PM, o homem apresentou um documento falso ao ser abordado pelos policiais.
Durante as buscas no veículo, os policiais encontraram tabletes de maconha e o conduziram até a casa dele, onde o restante da droga foi encontrado. Uma menor de 17 anos, que estava no imóvel, também foi apreendida e conduzida para a delegacia.
Conforme a PM, o homem tinha três mandados de prisão em aberto e já tinha sido preso anteriormente por tráfico de entorpecentes.

Transporte
Além da droga, a polícia encontrou, dentro do carro de Jarbas, um radiocomunicador que, segundo a PM, era usado para identificar pontos de bloqueios feitos pela polícia em rodovias ou até mesmo na cidade. Desta forma, ele desviava da fiscalização e conseguia chegar ao destino sem ser identificado.
Apesar da maior parte da droga estar na casa do suspeito, o tenente afirma que ela não seria distribuída em Aparecida de Goiânia. “Parte da droga ficaria no estado do Tocantins, e o restante ele atravessaria para Fortaleza”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário