Para se livrar da zona da degola, Vitória encara o Atlético-PR hoje

O objetivo é um só: se livrar da zona de rebaixamento. Neste domingo (25), às 16h, o Vitória vai em busca de um triunfo contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada.
A missão de tirar a corda do pescoço não é fácil. E, não bastasse o fato do adversário estar embalado após três vitórias seguidas, o Leão ainda terá de lidar com o gramado sintético do estádio paranaense.
“Treinamos em campo sintético, muito parecido com o deles, sintético misto. Até para a adaptação mais rápida dos atletas, fazer escolha de qual chuteira se adapta melhor. Gramado realmente faz muita diferença. O jogo lá fica muito rápido. Tive algumas experiências nas seleções Olímpica e Sub-20 e não é fácil a adaptação. Tem que treinar, fazer reconhecimento. O tempo de bola muda, eles molham o gramado, o jogo fica muito rápido. A gente teve que simular isso”, explicou o técnico Alexandre Gallo.
Apesar da preocupação com a velocidade que o jogo deve impor, Gallo está tranquilo para montar o time, já que tem todo o elenco à sua disposição, com exceção dos volantes José Welison e Bruno Ramires, que ainda se recuperam de
cirurgias. Além disso, ainda ganhou o reforço do zagueiro Ramon, que já foi regularizado e está à disposição.
Uma das prováveis mudanças que o treinador fará para essa partida é a entrada do atacante Neilton no time, provavelmente no lugar de Patric, que estava improvisado como ponta direita. Com isso, o lateral voltará para a sua posição de origem, mandando Leandro Salino para o banco.

Todo cuidado é pouco
Para Gallo, não há outra alternativa a não ser ganhar o jogo, mas sem desespero. “O mais importante agora é qualificar e fazer jogos melhores. Saímos da zona e voltamos. Não podemos mudar de comportamento por causa disso. Não queremos ficar na zona de rebaixamento. Queremos sair o mais rápido possível, mas, qualificando nosso jogo, temos condição de ter um crescimento paulatino, que aconteça durante a competição. Não adianta ficar no desespero do momento que a gente está, ou da posição que a gente está, e não pensar em qualificar os 90 minutos. É desconfortável, mas não podemos mudar nossa forma de agir”, alerta ele.
A situação é realmente desconfortável. O Vitória é o 18º colocado no Brasileirão e ganhou apenas dois dos nove jogos que disputou. O desempenho abaixo deixou o Leão na zona de rebaixamento em seis das nove rodadas disputadas até aqui na Série A.

Atlético-PR
O técnico Eduardo Baptista vai com o quase o que tem de melhor para o jogo contra o Vitória. Para o confronto, o Furacão terá apenas uma alteração. O lateral-direito Jonathan cumprirá suspensão e Gustavo Cascardo entra na vaga. Outro desfalque é o zagueiro Pablo, também suspenso, mas que foi banco no jogo passado. (correio24horas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário