Advogada acusa segurança do Vitória de ameaçá-la de morte por causa de panfletagem

Um segurança do Vitória de prenome Ramon é acusado de ameaçar a advogada Suzi Vieira de morte e de puxar uma pistola para tentar impedir uma panfletagem de um grupo de oposição, que busca a convocação de uma Assembleia Geral para destituir a atual diretoria e convocar novas eleições (relembre aqui). O caso aconteceu no último sábado (12), no estacionamento do Barradão, antes do jogo entre Vitória e Avaí, mas só veio à tona nesta terça (15). "Ele chegou tomando os panfletos de minhas mãos e disse que eu não poderia ficar ali e que tinha ordens de me prender e levar para a delegacia. Me empurrou, caí, torci o tornozelo, e mesmo caída fotografei. Ele tomou meu celular, e quando tentava me arrastar para um carro, Paloma [Amazonas, ex-conselheira do clube] chegou com um amigo e  recuperou meu celular. Mas aí ele puxou a arma e disse: ‘Sou policial e vou matar você agora’”, disse Suzi Viera, em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia. O caso é investigado pela 10ª DT de Pau da Lima, em Salvador. Em nota enviada ao Bahia Notícias, o Vitória informou que vai esperar a conclusão da investigação policial.
“A situação está sendo investigada pela polícia, já que essa senhora registrou queixa e BO. As partes foram ouvidas. E vamos esperar o desenrolar do caso”, disse o clube, por meio de sua assessoria de imprensa.  Bahianoticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário