Bahia volta a vencer na Fonte Nova e se afasta do Z-4

O futebol não foi bonito, o time passou sufoco, a torcida ficou apreensiva, mas, ao apito final, a sensação de alívio foi preponderante na Arena Fonte Nova, com a vitória do Bahia por 2 a 1 contra o São Paulo. Os gols do Tricolor baiano foram marcados por Régis e Mendoza na 1ª etapa, enquanto Hernanes descontou após pênalti cometido pelo goleiro Jean.
Com o resultado, o Esquadrão subiu para a 13ª posição no campeonato, com 23 pontos, quatro acima do primeiro time no Z-4, que é o próprio time do Morumbi. Além disso, a equipe fez as pazes com a torcida, já que não vencia um jogo dentro de casa desde a 5ª rodada, quando venceu o Cruzeiro.
Na próxima rodada, o Bahia enfrentará o Atlético-PR no domingo (13), na Arena da Baixada. No confronto do primeiro turno, o rubro-negro paranaense foi
goleada por 6 a 2 na Arena Fonte Nova.

O jogo 
Com as duas equipes em situação complicada no campeonato, a expectativa era de uma partida aberta e o Bahia tentou sufocar o adversário com jogadas de velocidade com Mendoza e Zé Rafael.
Com muita dificuldade em fazer a transição ofensiva, o Tricolor viu o São Paulo crescer e ter as melhores chances no 1º tempo, até que, aos 40 minutos, Mendoza viu Rodrigão passar e enfiou a bola para o centroavante, que cruzou rasteiro para Régis completar para o gol.
Se sair na frente já era bom, três minutos depois a situação ficou ainda melhor. Em falha de Araruna, Rodrigão roubou a bola e iniciou a jogada que acabou no cruzamento de Régis para Mendoza completar e fazer 2 a 0 para os donos da casa.
Como tranquilidade geralmente não combina com o torcedor do Bahia, bastaram 2 minutos para a apreensão, que se estendeu até o fim da partida, voltar às arquibancadas. Em saída atabalhoada, Jean cometeu pênalti, convertido por Hernanes.
Na segunda etapa, a equipe paulista teve amplo domínio de posse, mas sentiu dificuldades para finalizar e entrar na defesa de um Bahia acuado e muito perigoso nos contra-ataques. O Tricolor de Aço chegou a marcar o terceiro gol com Juninho, mas foi anulado pelo bandeirinha, que viu impedimento na jogada.
Com o apito final do árbitro João Batista de Arruda (PE), o alívio finalmente veio para a maior parte dos 24.517 presentes ao estádio. (bahia.ba)

Nenhum comentário:

Postar um comentário