Naufrágio de lancha: Moradores de Vera Cruz protestam contra autoridades

Após o naufrágio que matou 18 pessoas a bordo na lancha Cavalo Marinho I, na última quinta-feira (24), cerca de 200 moradores do município de Vera Cruz participaram de uma homenagem às vítimas do acidente. Eles se reuniram em torno da igreja da cidade, que fica próxima ao píer onde as lanchas são atracadas. Segundo informações da Folha de S. Paulo, com uso de balões e flores, os moradores protestaram contra as autoridades responsáveis pela fiscalização do serviço de transporte marítimo. "Queremos saber quem é o responsável por esta tragédia", afirmou um dos moradores ouvidos pelo jornal. A homenagem foi marcada por críticas sobre a precariedade das lanchas que fazem o trajeto da ilha de Itaparica até Salvador e vice-versa. "Não é de hoje que a gente chora por essa balsa e pelo ferryboat, que é imundo, é sujo, é humilhante. A gente quer apenas respeito. O imposto que a gente paga aqui é igual ao de qualquer outro", declarou outra moradora. Como a embarcação tinha 120 pessoas a bordo e cerca de 100 foram resgatadas com vida, a Marinha ainda procura pelos corpos restantes (veja aqui).
O Ministério Público do Estado (MPE) já anunciou a criação de uma força-tarefa para apurar as causas do acidente, ainda desconhecidas. Bahianoticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário