Mulher luta há 7 anos para provar que está viva

Até que ponto pode chegar uma coincidência? A espanhola Juana Escudero Lezcano diria que não há limites. Isso porque a mulher de 53 anos, natural de Sevilha, na Espanha, trava uma luta há 7 anos para provar que está viva.
Tudo começou em 13 de maio de 2010, quando outra mulher, com exatamente o mesmo nome e data de nascimento que a sevilhana –11 de setembro de 1963 – morreu. Entretanto, Juana só percebeu o equívoco quando precisou ser atendida na emergência de um hospital e recebeu da enfermeira a notícia de que estava morta. Desde então, a confusão só aumenta.
Segundo a profissional de saúde, ao buscar pelo nome de Lezcano, o sistema da Segurança Social informava que a mulher já havia falecido, contou a filha de Juana em entrevista ao jornal El País.
De lá para cá, atividades básicas como renovar a Carteira de Habilitação ou agendar uma consulta médica têm sido um transtorno.
Para tentar resolver a situação e viver normalmente, Juana tentou contatar familiares da xará morta, mas não obteve sucesso. Agora, a espanhola tenta conseguir por meio da Justiça mais informações sobre a mulher morta, para colher provas e comprovar que está viva.

Juana Lezcano disse estar disposta a realizar testes de DNA e “o que for necessário” para por um fim a esta história. Além disso, Juana vem sendo multada por financiadoras, que a acusam ainda de fraude.
Em tom descontraído, ela conta que embora esteja morta diante do Estado, para os bancos ainda está vivíssima, já que continua pagando a hipoteca de casa, empréstimos e o seguro de vida. Fonte:SouzaMix

Nenhum comentário:

Postar um comentário