Neto diz que TJ-BA está sendo “pressionado” por empresários para derrubar aumento do IPTU

O prefeito ACM Neto (DEM) disse que o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) está sendo pressionado por empresários para derrubar a atualização do IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial Urbana), feita em 2013 pela Prefeitura. Nesta quinta, Neto afirmou que um “pequeno grupo de empresários” se juntou aos autores da ação para tentar “quebrar a cidade e inviabilizar os investimentos”.
“Com as mudanças feitas em 2013 fizemos Justiça social e tributária. Quem pode mais paga mais. Quem não pode não paga nada. Essa foi a lógica. Querer mudar tudo agora é uma atitude mesquinha contra a cidade. São as mesmas pessoas que queriam que Salvador continuasse de pires na mão e se transformasse numa secretaria do governo do estado”, disse.
“Tem 1% dos empresários ricos donos de terreno em Salvador que estão querendo quebrar a cidade e inviabilizar os investimentos. Tirar o oxigênio de
obras que beneficiam, sobretudo, a população mais carente. […] A supressão da receita do IPTU inviabilizaria serviços essenciais e a Prefeitura teria que fechar UPAS, postos de saúde e creches”, acrescentou. (varelanoticias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário