PM faz operações em quatro favelas do Rio por conta da invasão ocorrida na Rocinha

Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) estão desde o começo da manhã desta quarta-feira (20) na da Rocinha, Zona Sul do Rio, em mais uma ação de combate à guerra deflagrada comunidade entre criminosos rivais no fim de semana. Outras três favelas da cidade são alvo de operações nesta manhã, todas elas relacionadas com a invasão à Rocinha.
Conforme informou o Bom Dia Rio, enquanto o Bope agia na Rocinha, o Batalhão de Ações com Cães (BAC) realizava uma operação na favela Chácara do Céu, no Leblon, também na Zona Sul. O Comando de Polícia Pacificadora estava na comunidade do Estácio, no Centro, e o 14º BPM estava na Vila Vintém, em Bangu, na Zona Oeste.
As quatro operações, segundo a PM, são desdobramentos das ações iniciadas após a invasão de traficantes à Rocinha ocorrida no domingo e que gerou um clima de guerra na comunidade.
A madrugada desta quarta-feira foi de aparente tranquilidade na Rocinha. Depois de dias de terror, os moradores conseguiram dormir em paz. Há a
expectativa de que todos os serviços voltem à normalidade ao longo do dia.
Até o começo desta manhã, cerca de 500 casas permaneciam com o fornecimento de energia elétrica suspenso. A rede elétrica foi danificada durante os intensos tiroteios de domingo. A maior parte foi consertada, mas os técnicos da Light aguardam mais segurança na comunidade para concluírem os serviços.
A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e os Centro de Atenção Psicosocial (Caps), que normalmente funcionam 24 horas por dia, fecharam as portas nesta terça-feira por volta das18h. A expectativa é que voltem a funcionar normalmente ao longo desta quarta.
As visitas realizadas pelos agentes das Clínicas da Família, que também foram suspensas por causa da situação violenta na comunidade, devem ser retomadas. Também há expectativa de que as aulas sejam normalizadas nas escolas e creches da comunidade. Só nesta, mais de 3,3 mil alunos da rede pública municipal ficaram sem aulas. (g1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário