PSD mostra força em evento, reitera apoio a Rui e quer Otto à Presidência da República

O primeiro encontro regional do PSD realizado, neste último sábado (16), em Irecê deixou dois recados e teve seu ponto alto quando o prefeito da cidade, Elmo Vaz (PSB), afirmou que o presidente estadual do PSD, senador Otto Alencar, deveria colocar seu nome à disposição para disputar a presidência da República.
No que se refere aos recados, o primeiro é que o partido que conta com a maior quantidade de prefeitos, 83, está crescendo. Demostenes, prefeito de Ibioeba, esteve no evento desta manhã e deixou o PSL para se filiar aos PSD. Ou seja, a legenda agora conta com 84 gestores e outros dois devem se filiar nos próximos dias, conforme apurou a reportagem do BNews.
O segundo recado é na verdade uma reiteração. Otto foi taxativo ao reafirmar que não voltará atrás na decisão de apoiar Rui Costa (PT) para o governo. Cravou o apoio ao atual governador petista e seguirá mantendo o grupo. Os pessedistas querem ampliar as bancadas federal e estadual. Atualmente, são sete estaduais e quatro federais, além do senador segundo informações do Bocão News.
Dois nomes festejados foram o do presidente da Assembleia Legislativa, Angelo Coronel, que é o nome levantando pelas lideranças pessedistas para compor a chapa majoritária de 2018. O segundo nome é o do presidente da Desenbahia, Otto Filho.

Ainda ressoam nos bastidores da política baiana que Otto Filho será o indicado do partido para compor a chapa majoritária, contudo, o que se viu no evento foi uma quantidade grande de prefeitos do PSD declarando apoio ao filho do senador Otto Alencar para disputar uma cadeira da Câmara dos Deputados.
O auditório do Hotel Copa 70 ficou lotado de prefeitos, ex-prefeitos, vices, vereadores e entusiastas do PSD. O presidente da ALBA, Angelo Coronel fez as vezes de cerimonialista e tornou o evento menos engesso. Já os prefeitos do partido, além de levantarem a bola do senador Otto Alencar, aproveitaram a oportunidade para se queixar das dificuldades financeiras.
Eures Ribeiro, presidente da União dos Municípios da Bahia e prefeito de Bom Jesus da Lapa, afirmou que na próxima semana terá uma reunião com representantes do Tribunal de Contas dos Municípios.
O presidente da entidade dos prefeitos conversou com Coronel e ambos vão ao encontro dos conselheiros do TCM em busca de tirar do cálculo das contas dos prefeitos as despesas gastas com pessoal nos programas federais.

“Nosso índice de pessoal vai lá para cima (com a despesas com programas federais) e quando passa as contas são rejeitadas. Temos muitos prefeitos que aplicaram bem os recursos públicos, que são corretos e que tiveram as contas rejeitadas o que é uma injustiça. A UPB pede a retirada destes índices. Minas Gerais já julga assim, Alagoas também, a maioria dos estados”. Infosaj

Nenhum comentário:

Postar um comentário