Sérgio Moro: um Juiz com "J" maiúsculo

Por Irlando Oliveira

Acompanhando, como a maioria dos brasileiros, o desenrolar da Operação "Lava Jato", ficamos impressionados com a coragem do Juiz Federal Sérgio Moro. Tal operação representa a maior desarticulação de quadrilhas dos chamados crimes do colarinho branco já vistas no Brasil. A intrepidez do aludido magistrado é, na verdade, de causar espanto, ante os alvos já atingidos e aqueles prestes a alcançar!
A missão arrostada pelo Juiz Sérgio Moro nos leva a acreditar que somente espíritos de escol, da sua estirpe, conseguem levá-la a efeito com tamanho esmero, dedicação e persistência, colhendo frutos valiosos, caracterizados pelas inúmeras prisões havidas e a recuperação de um numerário expressivo de dinheiro proveniente das "negociatas" de políticos inescrupulosos.
Certamente, estamos diante de um espírito missionário, egresso de esferas ignotas que de lá se afastou para auxiliar na grande transformação do nosso planeta, através da qual passaremos de um mundo de expiação e de provas para um orbe de regeneração, já que um dos grandes empeços para tal mudança tem sido inexoravelmente a corrupção, a qual vem gangrenando o país através das suas modalidades mórbidas, prejudicando, sobremaneira, os avanços da nação, mormente aqueles situados no campo social.

Conforme já nos expressamos em outras oportunidades, qualquer alteração no campo social se dá a longo prazo, considerando o envolvimento de hábitos e costumes arraigados na sociedade. Assim, desejamos, fundamente, que a missão do citado magistrado possa concorrer para uma mudança substancial das maneiras perversas e odiosas que vêm sendo colocadas em práticas por esse modelo espúrio de se fazer política, conduzidas por espíritos levianos que aqui se encontram - como a maioria de nós - para progredir!

Nenhum comentário:

Postar um comentário