Após derrota na Ilha do Retiro, Sport demite Vanderlei Luxemburgo

O projeto acabou. Vanderlei Luxemburgo, após cerca de cinco meses de trabalho, não é mais técnico do Sport. O treinador foi demitido, nesta quinta-feira, após derrota por 2 a 0, para o Junior Barranquilla-COL, pela ida das quartas de final da Copa Sul-Americana. No total, Luxemburgo deixa o Sport com retrospecto de 11 vitórias, oito empates e 15 derrotas.
Após a partida, o técnico se dirigiu aos microfones e anunciou, ele mesmo, sua demissão.
Queria agradecer da forma que fui recebido por vocês da imprensa. Infelizmente o futebol é assim, tudo fica por culpa do técnico. Eles entenderam que era melhor que eu saísse - disse.
O treinador deixou no ar qual o motivo da saída. Foi misterioso ao tratar do assunto.
Aconteceu uma coisa que iria acontecer há três meses. Eu falei para Gustavo
(Dubeux, vice-presidente de futebol) que quando acontecesse, ele me demitiria. Eu sabia que o Gustavo ia me mandar embora. Agora o motivo é com ele disse.
Logo após Luxemburgo, foi a vez de Dubeux ir aos microfones. O dirigente, no entanto, não esclareceu o motivo a que o treinador falou. Limitou-se a elogiá-lo e dizer que os resultados é que o derrubaram.
Em momentos difíceis, temos que tomar posições que achamos corretas. De público, queria agradecer a Vanderlei aqui. É um profissional competente, se dedicou muito, abraçou a causa do clube - disse.
Com o Sport em 15º na Série A, Dubeux afirma que o fraco segundo turno, na Série A, foi determinante para a queda - não necessariamente o jogo desta quinta.
Ele encaixou perfeitamente dentro do espírito do Sport. Infelizmente tivemos uma retrospectiva do segundo turno que deixou a desejar. Esse jogo, quero colocar que a posição nossa, não foi em relação a esse jogo. Porque o Junior barranquilla é muito bom, o melhor da competição. Deverá ser campeão. (g1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário