Bahia começa bem, mas desatenção leva à goleada do Flamengo

Não dá para dizer que o Bahia jogou mal nesta quinta-feira (19). Longe disso, aliás: o tricolor até se comportou bem fora de casa e levou muito mais perigo ao gol do Flamengo inicialmente. O problema foi a desatenção em dois lances de escanteio, capitais para desestabilizar o time, que acabou perdendo na Ilha do Urubu por 4x1.
A verdade é que o Bahia poderia ter aberto o placar já no primeiro tempo. Organizado, o time de Carpegiani anulou as investidas do Flamengo, que no máximo conseguiu chutar ao gol de longe. A única chance do Fla veio com Diego, aos 28 minutos, quando o meia arriscou da intermediária. A bola ia no ângulo, mas Jean apareceu para espalmar para escanteio.
Antes disso, aos 23, o tricolor já tinha aparecido, e com muito mais perigo. Num desarme no ataque, Zé Rafael tabelou com Edigar Junio e carregou até a entrada da área. Em vez de tocar para Vinícius, que avançava livre pela direita, o meia preferiu chutar, só que Diego Alves fez bela defesa.
A chance mais clara, mesmo, veio aos 29. Após a defesa tricolor afastar um escanteio, Mendoza disparou com espaço pela esquerda e lançou Vinícius em excelente condição dentro da área; o meia se complicou com a bola e chutou
em cima de Diego Alves.

Desatenção
Pelo primeiro tempo que fez, é inexplicável a desatenção do tricolor no início da etapa final. Logo aos 4 minutos, Jean tentou cobrar uma falta rapidamente e sofreu contra-ataque. Diego entrou na área sozinho e ficou de cara com o goleiro, que fez uma defesaça.
O Flamengo cobrou rapidamente o escanteio e pegou a zaga do tricolor desprevenida. Guerrero, que ainda se aproximava da área, desviou no primeiro pau e Réver, outro que vinha de trás, completou para abrir o placar: 1x0.
O Bahia se perdeu após o gol. Não conseguia segurar a bola e deixava o Fla trocar passes no ataque. Justamente quando estava pior em campo, o Esquadrão conseguiu empatar.
Aos 21 minutos, Hernane, que havia acabado de entrar, foi derrubado por Juan na área. Mendoza foi quem partiu para a cobrança, soltado uma bomba no cando direito de Diego Alves, indefensável. 1x1.
O Bahia pagou o pato em outra desatenção da zaga em escanteio. Aos 31, Éverton cobrou muito alto na área; Réver, de novo vindo de trás, pegou impulsão e subiu no ‘terceiro andar’ para cabecear sozinho, fazendo o segundo dele: 2x1.
As falhas desestabilizaram o Esquadrão por completo. De repente, o que era um jogo equilibrado virou uma goleada: aos 39, Éverton Ribeiro tentou passar de cavadinha para Lucas Paquetá - em posição duvidosa. Lucas Fonseca tentou desviar, mas o árbitro viu toque de mão na bola. Na cobrança, Diego fez 3x1.
O golpe de misericórdia veio aos 41, novamente com Diego. O meia recebeu dentro da livre, girou com tranquilidade e chutou no canto de Jean.
Com o resultado, o Bahia fica com 35 pontos, e cai da 10ª para a 13ª posição. A vantagem para o Z4 é de três pontos. A próxima partida, pela 30ª rodada, é o Ba-Vi, no domingo (22), às 16h, na Fonte Nova. (correio24horas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário