Bahia - Doze detentos se casam dentro do Presídio Lemos Brito

Doze casais que cumprem pena no Presídio Lemos Brito, em Salvador, celebraram a união coletivamente na manhã desta sexta-feira (27/10). A iniciativa, da Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE/BA), foi realizada dentro do complexo e contou com a presença de amigos e familiares dos noivos.
Para a idealizadora do projeto e subcoordenadora da Especializada Criminal e Execução Penal, Fabíola Pacheco, o sistema prisional faz com que a pessoa se sinta abandonada.
“O que todos devem entender é que essas pessoas estão cumprindo pena, e não foram retiradas delas outros direitos, como o de reconhecimento dos seus filhos e de contrair o matrimônio, por exemplo. A Defensoria Pública da Bahia é a única Defensoria do Brasil a atuar em todo o sistema prisional no estado. Nós percebemos a importância de completar este ciclo, possibilitando a eles o que é
um direito”, explicou Fabíola.
A coordenadora executiva da capital, Gianna Gerbasi, representou o defensor público geral, Clériston Cavalcante de Macêdo, e explicou que o casamento coletivo promovido pela Defensoria Pública possui todos os efeitos legais de um casamento realizado fora do sistema prisional.
“É uma felicidade muito grande, sobretudo, para as mulheres que estão aqui hoje, bem como para a Defensoria Pública cumprindo o seu papel de garantidora de direitos”, considerou. (aratuonline)

Nenhum comentário:

Postar um comentário