Bahia sai perdendo, martela e arranca empate no fim na estreia de Carpegiani

O Bahia sofreu um gol logo com dois minutos de jogo, tomou o segundo aos 38, mas conseguiu reagir e arrancou o empate com o Palmeiras na estreia do técnico Paulo César Carpegiani. A última partida da 27ª rodada do Campeonato Brasileiro terminou no placar de 2 a 2 na noite desta quinta-feira (12), no estádio do Pacaembu, em São Paulo. Willian e Bruno Henrique marcaram para o clube paulista, enquanto que Edigar Junio fez os dois gols do time baiano.
Com o ponto conquistado, o Bahia somou 32, mas caiu uma posição na tabela de classificação e agora ocupa a 14ª colocação. Enquanto que o Palmeiras segue na quinta posição com 44.
O Esquadrão de Aço volta à campo neste domingo (15), às 18h no horário de Salvador, para enfrentar mais outro paulista, desta vez, o Corinthians, na Arena Fonte Nova, na capital baiana, pela 28ª rodada. No mesmo dia, mas duas horas antes, o Palmeiras recebe a visita o Atlético-GO no estádio Olímpico, em Goiânia.

O JOGO


Nem bem a bola rolou e o Palmeiras já foi abrindo o placar logo aos dois minutos de jogo. Renê Junior escorregou e perdeu a bola para Dudu, que tocou para Bruno Henrique. Ele acionou Deyverson na esquerda que fez o cruzamento para área. Moisés desviou e Willian Bigode balançou as redes.

O Bahia só conseguiu chegar no gol de Fernando Prass aos 18 minutos. Renê Júnior avançou pela esquerda e tocou para Mendoza dentro da grande área. O colombiano dominou e chutou obrigando Fernando Prass a fazer boa defesa. Quatro minutos depois, o goleiro palmeirense voltou a fazer outra boa defesa. Mendoza levantou a bola na área em cobrança de falta, que sobrou para Vinícius que bateu forte e o arqueiro espalmou evitando o empate.

Aos 38 minutos, o Palmeiras ampliou o placar em bela jogada construída. Bruno Henrique carregou e abriu na esquerda com Deyverson que cruzou. Tchê Tchê ajeitou lindamente com o peito para Willian, que furou na hora do chute. A bola sobrou limpa para Bruno Henrique que fuzilou o goleiro Jean, fazendo 2 a 0.

No primeiro minuto dos descontos do juiz, o Bahia diminuiu o placar. Na cobrança de escanteio de Mendoza, Edigar Junio cabeceou e marcou para o Esquadrão de Aço, 2 a 1. E árbitro encerrou a etapa inicial aos 47.

Segundo tempo

Os dois treinadores ficaram só na conversa no vestiários e as duas equipes voltaram para o segundo tempo sem nenhuma alteração. Logo aos cinco minutos, o Esquadrão de Aço chegou bem no ataque. Zé Rafael recebeu na direita, passou por dois marcadores, cortou para o meio e chutou rasteiro para a defesa de Fernando Prass.

Em desvantagem no marcador, o Bahia adiantou a sua marcação e passou a dominar o jogo, tendo mais posse de bola e chegando mais no ataque. Porém, não conseguia furar muito o bloqueio palmeirense e levar perigo à meta de Fernando Prass. O clube paulista, por sua vez, passou a se defender, administrando o resultado e jogar em cima dos contra-ataques.

O Palmeiras levou perigo ao gol do Bahia numa bola levantada em cobrança de falta aos 22 minutos. Mas a redonda passou por todo mundo e morreu na linha de fundo. Segundos depois, Dudu recebeu boa enfiada de bola nas costas do marcador e invadiu a área em diagonal tentando passar por Jean, mas o arqueiro do tricolor foi mais esperto e roubou a bola dos pés do adversário. Dois minutos depois, Borja recebeu bom passe na entrada da área, saiu da marcação e chutou firme, mas para fora.

Aos 31, Edigar Junio escapou pelo lado direito do ataque. Ele ganhou na corrida do marcador, dominou a bola, avançou e bateu forte. O goleiro Fernando Prass evitou o empate dos visitantes fazendo mais uma boa defesa, desta vez em dois tempos. Três minutos depois, o Bahia chegou perto do empate outra vez. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou com Rodrigo Becão. O zagueiro girou e chutou, a bola subiu e encobriu Prass, mas ela foi para fora, passando perto do gol. Aos 36, o Esquadrão novamente esteve perto do gol. Juninho aproveitou a sobra, dominou e chutou forte. O goleiro alviverde fez outra grande defesa.

O juiz assinalou um pênalti a favor do Bahia no minuto 41. Mendoza recebeu bom lançamento invadiu a área e foi derrubado por Roger Guedes. Na cobrança, Edigar Junio bateu no canto esquerdo do goleiro Fernando Prass e empatou o jogo para o Bahia. 2 a 2.

FICHA TÉCNICA
Palmeiras x Bahia
Campeonato Brasileiro – 27ª rodada
Local: Pacaembu, em São Paulo
Data: 12/10/2017
Horário: 21h
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)
Assistentes adicionais: Adriano Milczvski (PR) e Edivaldo Elias da Silva (PR)
Cartões amarelos: Edu Dracena (Palmeiras ) / Mendoza, Renê Júnior (Bahia)
Gols: Willian, Bruno Henrique (Palmeiras) / Edigar Junio, duas vezes (Bahia)

Palmeiras: Fernando Prass; Tchê Tchê, Edu Dracena, Juninho e Egídio; Thiago Santos, Bruno Henrique (Felipe Melo), Moisés e Dudu; Willian (Roger Guedes) e Deyverson (Borja). Técnico: Cuca

Bahia: Jean; Eduardo, Rodrigo Becão, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Juninho, Renê Júnior (Feijão), Zé Rafael (Régis) e Vinícius (Rodrigão); Mendoza e Edigar Junio. Técnico: Paulo César Carpegiani
Bahianoticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário