Com digitais em dinheiro, secretário parlamentar de Lúcio também é alvo da PF

O secretario parlamentar do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Jorge Ribeiro, também é alvo da operação deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta segunda-feira (16). Segundo informações da GloboNews, digitais dele foram encontradas em parte dos R$ 51 milhões apreendidos pela PF no início de setembro em um apartamento no bairro da Graça, em Salvador, durante a operação Tesouro Perdido – o dinheiro é atribuído ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, irmão de Lúcio. A PF também faz buscas no gabinete do parlamentar na Câmara dos Deputados (clique aqui) e em suas residências em Brasília e Salvador (veja aqui). A operação visa apurar a relação entre Lúcio e o dinheiro apreendido no apartamento. Durante a Tesouro Perdido, foi encontrada uma nota fiscal em nome de uma funcionária do deputado federal no imóvel.
Outro indício é o depoimento do dono do apartamento, Sílvio Silveira, que disse ter emprestado o bem a Lúcio (entenda). BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário