'Não há motivo para mexer demais', diz Mancini sobre o time

O técnico Vagner Mancini não gostou do desempenho do Vitória na derrota contra o Sport, na quinta-feira (12). Apesar disso, o comandante do Leão não pretende fazer muitas alterações na equipe para o duelo diante do Santos, segunda-feira (16), às 19h, no estádio Pacaembu, em São Paulo. "Não há motivo para mexer demais. Tenho a volta do Fernando Miguel, vou decidir sobre isso ainda. O restante do time tenho uma ou outra opção. Vou pensar nisso. O Santos é um time leve, que joga em velocidade. Diferente do Sport, que gosta da posse de bola, sabe usar a força física. É uma chance da gente reverter isso, somar pontos importantes", acredita o comandante.
Preocupado com a zona de rebaixamento, o treinador do Leão analisou a disputa na parte inferior da tabela do Brasileirão. "Não tenho dúvida que sim (equilíbrio maior). A diferença de pontos não é grande. Quando começa o campeonato, nós temos a mania de dizer que têm dez times para ser campeões e outros oito brigando ali (contra o rebaixamento). Nesse ano não, tem uns 12 ali. A cada
rodada há mudança, o panorama se altera. Esse ano é um dos mais disputados. Isso não quer dizer que o futebol está sendo jogado pelo baixo nível. Se você montar uma equipe que corra, tenha disposição tática, é difícil para qualquer equipe. Esse equilíbrio se deve à modernidade do futebol", afirmou.
Por fim, Mancini falou sobre o fato do Vitória ter vacilado mais uma vez como mandante. Segundo ele, o time até tentou repetir o desempenho que tem fora de casa contra o Sport, mas sem sucesso. "Nós até fizemos isso no primeiro tempo. O Sport, até os 25 minutos, jogou no nosso campo. Tivemos o contra-ataque. Tivemos a saída, mas não fomos felizes para fazer o gol. E aí você toma o gol no final do primeiro tempo e volta para o segundo para empatar. Sei que o Vitória é forte nesse sentido, que sai rápido no contra-ataque. Quanto mais conseguir encaixar esse jogo, melhor. Dentro do jogo, às vezes não consegue. Contra o Botafogo, a gente pedia por 2x1, jogava no campo do Botafogo e conseguiu virar. O Sport também jogou bem, mas nós temos que fazer mais para vencer aqui dentro. É importante que o atleta consiga se superar". (correio24horas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário