Assassino de idosa tinha sido preso quatro vezes

A polícia localizou, na noite de ontem (23), Carlos Gleidson Carneiro de Jesus, 22 anos, e o comparsa, ainda não identificado, que assassinaram a idosa Francisca Amorim Nogueira, 61 anos, em um imóvel localizado na 1ª Travessa, no Centro de Cachoeira. Carlos já tinha sido preso por tráfico e roubo quatro vezes. Os traficantes invadiram o local em busca do filho de Francisca que tinha envolvimento com o tráfico de drogas.
Informações apontam que, após invadirem a casa e não encontrarem o jovem que fugiu pelos fundos, os criminosos atiraram contra a idosa como vingança. Policiais da 27ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/ Cruz das Almas), faziam rondas na localidade e ouviram os disparos. Os homicidas atiraram contra as unidades e foram feridos. Ambos levados para o Hospital
Municipal de Cachoeira, não resistiram aos ferimentos.
De acordo com o delegado Eduardo Coutinho, dois dos filhos de Francisca estavam ligados ao comércio ilegal de drogas. "Relatos dos moradores dão conta que uma filha dela era companheira de um dos líderes do tráfico na região, morto na última semana", adiantou o titular.
Além das quatro prisões, Carlos Gleidson também tinha dois mandados de prisão em aberto por tráfico e roubo. Os corpos foram encaminhados para a unidade do Departamento de Polícia Técnica de Santo Amaro, onde o traficante e a idosa foram reconhecidos por familiares.
Um revólver Taurus, numeração raspada, utilizado no homicídio e uma pistola, niquelada, nº QC58400, com carregador, além de munições e cartuchos foram apresentados na Delegacia Territorial. Equipes da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) estão a caminho do município para integrar as investigações do caso. (ssp.ba)

Nenhum comentário:

Postar um comentário