Delegação baiana de canoagem conquista 10 medalhas no Sul-Americano no Uruguai

A delegação baiana de canoagem conquistou 10 medalhas: 5 de ouro, 1 de prata e 4 de bronze no Campeonato Sul-Americano de Canoagem de Velocidade Menor, que aconteceu entre 03 e 05 de novembro, na cidade de Montevidéu, no Uruguai. Os atletas desembarcaram na madrugada desta terça-feira (7), em Ilhéus, e foram recebidos com festa nos municípios de Ubaitaba e Itacaré.
A competição foi realizada nas categorias menor (13 a 14 anos), cadete (15 a 16) e master (acima de 35 anos) e os canoístas baianos trouxeram medalhas em diversas provas. O atleta juvenil Ualef Moreira foi destaque na competição, conquistando três medalhas: ouro na categoria C2 1000 e duas de bronze no C1 1000 e 2000 metros. Outras quatro medalhas de ouro vieram com os atletas Cauan Santos, na categoria 2000 metros; Diego Nascimento na master 1000; Felipe Santana, nos 500 metros, e Helton Silva, no C1 cadete 500.
Da delegação baiana, composta por oito pessoas – seis atletas e dois treinadores, cinco canoístas e mais a treinadora Luciana Costa fazem parte do projeto de iniciação esportiva e canoagem Remando no Rio de Contas, que tem o apoio financeiro do Governo do Estado, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho e
Esporte (Setre).
Ao todo, 270 crianças com idade entre 8 e 18 anos, são atendidas, por este projeto, nos municípios de Itacaré, Ubatã e Ubaitaba com aulas gratuitas realizadas de segunda a sexta-feira, em dois turnos, num período de 18 meses.
“O projeto Remando no Rio de Contas tem sido muito importante para o preparo físico e qualificação técnica dos nossos alunos. Nossa expectativa é melhorar a performance desses atletas a cada competição”, afirma a treinadora Luciana, que dá aula no núcleo de Ubaitaba.

Centros de canoagem
Paralelo ao projeto, o Governo do Estado, por meio da Sudesb, também investe na infraestrutura que serve à prática da canoagem. Para tanto, já deu início às obras dos três centros de canoagens nos municípios de Itacaré, Ubatã e Ubaitaba, num investimento de R$ 3,2 milhões. “A perspectiva, a médio prazo, é possibilitar o surgimento de outros atletas de ponta como os baianos Isaquias Queiroz e Erlon Silva, medalhistas na Olimpíada da Rio 2016”, comenta o diretor geral da Sudesb, Elias Dourado. (secom.ba)

Nenhum comentário:

Postar um comentário