Gari encontra celular perdido dentro de lixeira e devolve ao dono

“Nenhuma herança é tão rica quanto a honestidade”. Não é normal matérias jornalísticas começarem citando William Shakespeare. Porém, a licença aqui colocada é para contar a história de um homem que não merece uma reportagem comum. Trata-se do gari Elton Santos de Souza, de 31 anos. Mas…o que aconteceu com ele?
Era fim da manhã de uma sexta-feira no bairro da Santa Cruz, em Salvador, quando Elton localizou um celular – mais sofisticado que o seu -, em perfeitas condições, dentro de uma lixeira que estava sendo colocada no caminhão. Como o aparelho estava ligado, logo percebeu-se que alguma pessoa tinha perdido o equipamento.
O gari, naquele momento, ainda não sabia, mas o celular pertencia ao soldado da Polícia Militar conhecido como Ribeiro, lotado na Base Comunitária de Segurança (BCS) da Santa Cruz. O agente esqueceu seu dispositivo móvel na lixeira durante a abordagem de rotina de dois homens suspeitos que passavam pela rua.
O gari contou o que se passou na sua cabeça assim que viu o celular no caminhão. “Limpar e deixar ligado para esperar o dono ligar e eu devolver”, frisou. E foi isso que aconteceu. Ribeiro, assim que se deu conta do desaparecimento, ligou para seu número. Elton atendeu imediatamente e levou a ferramenta até a sede da BCS.
HONESTIDADE: Gari encontra celular perdido dentro de lixeira e devolve ao dono em Salvador
Elton entregando o celular que ele encontrou ao dono. Foto: divulgação/BCS
Morador da Santa Cruz, o trabalhador é casado, pai de uma menina e filho de uma aposentada com um pintor. “O Nordeste de Amaralina e adjacências são
bairros repletos de pessoas honestas e trabalhadoras. Infelizmente, faltam a estas pessoas, apenas oportunidades”, destacou a comandante da unidade, capitã Sheila Barbosa.
No local, o gari recebeu os cumprimentos dos policiais. Elton destacou que esta não foi a primeira vez que achou algo e devolveu. Segundo ele, uma bolsa com dinheiro também já foi localizada no lixo e levada para sua dona. O trabalhador fez questão de dizer ainda que seus parceiros de trabalho são todos como ele, honestos. (aratuonline)

Nenhum comentário:

Postar um comentário