Itália fica fora da Copa do Mundo pela primeira vez em 60 anos

Quatro vezes campeã mundial, a Itália está fora da Copa do Mundo depois de 60 anos. Nesta segunda-feira (13), em Milão, a Azzurra não passou de um empate sem gols com a Suécia e perdeu a última chance de carimbar o passaporte para a Rússia. A vitória em Estocolmo, por 1 a 0, na semana passada, garantiu os suecos no Mundial em 2018. Dominante nos anos 1930, quando venceu duas edições do Mundial (1934 e 1938), a seleção italiana só ficou fora da Copa duas vezes: em 1930, no Uruguai, por desistência, e 1958, curiosamente na Suécia, algoz desta segunda-feira. Em 2018, a Azzurra será a única campeã ausente na Rússia – Brasil, Alemanha, Argentina, Espanha, França, Inglaterra e Uruguai estão classificados. Tite escolhe Dani Alves como capitão diante da Inglaterra Para o confronto desta tarde, o técnico Gian Piero Ventura preparou quatro novidades com relação ao jogo de ida, na Suécia. O brasileiro naturalizado
italiano Jorginho, Florenzi e Gabbiadini começaram entre os titulares. Com isso a Itália deixou o esquema 4-4-2 de lado e voltou ao 3-5-2, que vinha fazendo sucesso nos últimos anos. Porém, mesmo com mais de 70 mil torcedores empurrando a Itália no estádio San Siro, os tetracampeões mundiais não conseguiram furar o bloqueio sueco e vazar o goleiro Olsen. Até o goleiro, ídolo e capitão Gianluigi Buffon foi para a área adversária, mas em vão. A Suécia volta à Copa depois de duas edições assistindo ao Mundial pela televisão. (r7)

Nenhum comentário:

Postar um comentário