Menina baleada com outras duas crianças na Bahia está em estado grave

A Polícia Civil de Feira de Santana, no Centro Norte do estado, acredita que o atentado que ocorreu na última quarta-feira (1º) no bairro de Jussara, deixando um homem morto e quatro pessoas feridas sendo três crianças ocorreu após os autores do crime terem confundido o alvo.
Uma das crianças feridas, Ana Clara Alves Borges, de 9 anos, está em estado crítico de saúde. Ela levou um tiro no estômago e está internada na UTI semi-intensiva do Hospital da Criança, também em Feira.
De acordo com o Coordenador da Polícia Civil de Feira de Santana, Roberto da Silva Leal, a polícia segue duas linhas de investigação: execução errada ou vingança. De acordo com ele, há a possibilidade de que o alvo fosse outra pessoa e que os autores do crime tenham confundido a vítima.
Na quarta, por volta de 19h, homens armados a bordo de um carro GM Onix, cor preta, passaram atirando pela Rua Boa Vista, no bairro Jussara. Ednaldo
Cerqueira Santos, 41, morador da Rua Ipuaçu, também no Jussara, foi atingido nas costas. Ele ainda chegou a ser socorrido para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), mas não resistiu aos ferimentos. Erivan Cerqueira dos Santos, 37, irmão de Ednaldo, foi atingido de raspão no braço esquerdo e na lateral do abdômen. Ele também foi encaminhado para o HGCA, mas não corre risco de morrer.
Primos de Ana Clara, Lucas Santos Borges, 11 anos, Larissa Santos Teixeira, 12, não correm risco de morrer. Eles foram socorridos para a Policlínica do Conjunto Feira X e depois transferidas por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o HGCA.
De acordo com a polícia, Lucas foi atingido nas nádegas, mas está fora de perigo. Já Larissa foi atingida no joelho esquerdo e teve que ser encaminhada para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, por necessitar de tratamento especializado. (correio24horas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário