Correntina - TJ-BA devolve mandato a presidente da Câmara preso na operação Último Tango

O desembargador Jefferson Alves de Assis, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), devolveu o mandato eletivo ao vereador presidente da Câmara de Correntina, no oeste baiano, Wesley Campos Aguiar. O magistrado permitiu o retorno do Maradona, como é conhecido, ao exercício da função em decisão expedida nesta segunda-feira (18).
Assis considerou que eram "inexistentes" os requisitos autorizadores da medida cautelar pelo afastamento do vereador das funções. Além de Maradona, outros quatro vereadores foram rpesos na operação Último Tango. O magistrado também argumentou que devolvia o mandato ao vereador "como meio de imprimir segurança jurídica ao cargo para o qual foi democraticamente eleito pela população de Correntina". Maradona foi o último vereador a ser solto pela
Justiça. Ele foi solto em 15 de novembro e recebido com festa na cidade.
A operação foi deflagrada pelo Ministério Público do estado da Bahia no final de outubro contra uma organização criminosa suspeita de fraudar processos licitatórios e contratos no município com desvio de verbas públicas mediante pagamento de gratificações indevidas a servidores. O grupo também realizava exigências ilícitas ao prefeito, inclusive propina de R$ 50 mil para alguns vereadores em troca da aprovação de projetos de lei.
A decisão do desembargador também permite que os servidores Hugo Neves dos Santos, Cleuzinete de Souza Sales e Erickson Linces Santos retornem ao exercício dos seus cargos. (bocaonews)

Nenhum comentário:

Postar um comentário