Ex-goleiro do Atlético, Léo Percovich sofre grave acidente de carro e perde filha

Divulgação/Corpo de Bombeiros
A diretoria do Fluminense decretou luto neste domingo por conta do acidente de carro que envolveu Léo Percovich, técnico do time sub-20 e que foi goleiro do Atlético em 1994. O treinador sobreviveu ao incidente, mas perdeu uma de suas filhas, que estava no mesmo veículo.
No acidente, ocorrido na tarde de sábado, o carro sofreu uma queda de cerca de 20 metros, ao cair de uma ponte na região de Santos Dumont-MG, na Zona da Mata. No mesmo veículo, estavam Percovich, sua esposa e os três filhos.
De acordo com o clube, o treinador de 49 anos sofreu apenas escoriações leves. Sua esposa fraturou a bacia e deve ser transferida da UPA Norte, em Juiz de Fora. Dos filhos do casal, um menino e uma menina estão no CTI da Santa Casa de Juiz de Fora e apresentam estado crítico. Uma outra filha do casal morreu ao dar entrada no hospital.
"O clube lamenta profundamente a perda, está dando apoio ao treinador neste momento difícil e decreta luto oficial de três dias. Um staff do clube está a
caminho de Juiz de Fora", informou o Fluminense, em comunicado.
Percovich, que é uruguaio, foi goleiro do Fluminense na década de 90. Nos últimos anos, vinha atuando como treinador de goleiros em clubes dos Estados Unidos e do Canadá. Ele voltou ao Fluminense, para comandar a equipe sub-20, neste ano. (superesportes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário