Ministério Público denuncia prefeito por gasto de R$ 1,2 milhão com assessoria

O Ministério Público denunciou, na manhã desta terça-feira (19), o atual prefeito de Irecê, Elmo Vaz, por um gasto de quase R$ 1,2 milhão. Segundo o MP, a gestão contratou pessoas e sete escritórios para executar os serviços de assessoria jurídica e contábil, sem realizar o processo de licitação.
A denúncia de inexigibilidade foi assinada pelos vereadores Toinho do Judô e Margarida Cardoso, que garantem que no quadro municipal já existe um setor responsável para cumprir os serviços. O prefeito deverá responder por ato de improbidade administrativa e desvio de recursos públicos por ter realizado
contratações sem o procedimento padrão.
As empresas contratadas receberam valores que variam entre R$ 540 mil a R$ 35 mil. (varelanoticias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário