Vereadores são alvo de operação contra propina

Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) deflagrou, na manhã desta segunda-feira (18), uma operação contra vereadores de Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, suspeitos de receber pagamentos do atual prefeito para votar de acordo com os interesses dele.
Ao menos 15 mandados de busca e apreensão devem ser cumpridos durante a ação, que foi batizada de "Quirera".
Até a última atualização da reportagem, três pessoas tinham sido presas em flagrante por posse ilegal de arma. Dessas prisões, duas são contra vereadores.
As investigações estão sendo conduzidas pela promotoria de Rio
Branco do Sul. (g1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário