Vitória perde para o Flamengo no Barradão mas e salvo Chape e continuará na Série A

O Vitória esteve por alguns segundos na Série B. Foi isso que o time, em campo, fez por onde. Nos minutos finais, os mais de 29 mil rubro-negros que fielmente compareceram ao Barradão no domingo (3) tiveram que abandonar a esperança no próprio time. Viraram torcedores da Chapecoense. E a Chape foi fiel: graças a ela a dura realidade foi amenizada, e o Leão pode dizer que está na Série A do ano que vem.
Não há como escolher um personagem mais marcante para o jogo e para a temporada do que o Barradão e a sua torcida. Afinal, foi ele quem mais foi injustiçado. Recebeu críticas e foi acusado de estar até com mau-olhado. Mas a culpa, e isso ficou muito claro no domingo, não era do estádio. Muito menos da sua torcida.
Até os 48 minutos, o estádio lotado cantava o famoso “Vi-tó-ria” e apoiava o time. Quando Caíque Sá cometeu falta na entrada da área e foi expulso, a galera se revoltou, mas com o próprio jogador. A apreensão se espalhou por toda parte. Quando a bola tocou na mão de Uillian Correia e o pênalti foi
marcado, todos já temiam pelo pior.
Com o pênalti de Diego convertido aos 50 minutos da etapa final, a sensação na arquibancada já era de revolta. O final infeliz era inevitável. Quem mais poderia ajudar?
O alívio veio como um burburinho que tomou conta do estádio. A Chape, com Túlio de Melo, teria marcado o segundo gol sobre o Coritiba. “É verdade? É sério?”, gritaram alguns enquanto se entreolhavam. Aos poucos, todos foram entendendo que sim, aquilo era real. E assim o grito de gol, alguns segundos após a virada do Fla, tomou conta do Barradão. Era um cenário surreal: quase 30 mil torcedores celebrando o gol de outro time.
O coro que veio da torcida após o apito final refletiu esse sentimento misto de alívio e revolta. Irritação com o “time sem vergonha” que cantaram num primeiro momento, quando os jogadores foram saudar a torcida. Alívio pelo “vamos, vamos Chape” com que completaram o canto. 30 mil rubro-negros não exaltaram o próprio time. Cantaram pela Chape.
O Vitória precisará passar por uma autoanálise nos próximos meses. Entender o porquê de uma campanha tão sofrida e o que aconteceu com o Barradão. Pelo menos, fará isso na Série A. (correio24horas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário