Bolsonaro firma acordo com PSL para disputar Presidência; Livres deixa partido

O deputado federal Jair Bolsonaro chegou a um acordo com o presidente do PSL, Luciano Bivar, para deixar o PSC e ingressar na legenda, pela qual deve disputar a Presidência da República em outubro.
Em entrevista ao Estadão, o dirigente afirmou que “existem mais semelhanças do que diferenças entre Bolsonaro e o nosso pensamento liberal. É um orgulho tê-lo ao nosso lado”. Em carta divulgada à imprensa após o compromisso firmado, Bivar e o parlamentar falam em "total comunhão de pensamentos" entre a sigla e o presidenciável:
"Tanto para o presidente Luciano Bivar, quanto para o Deputado Jair Messias Bolsonaro, são prioridades para o futuro do País, o pensamento econômico liberal, sem qualquer viés ideológico, assim como o soberano direito a propriedade privada e a valorização das forças armadas e de segurança. Ambos comungam também da necessidade de preservar as instituições, proteger o Estado de Direito em sua plenitude e defender os valores e princípios éticos e morais da família brasileira”, completam.

Após o pacto, o grupo do PSL identificado como “Livres” anunciou que irá se retirar da sigla. “A chegada do deputado Jair Bolsonaro, negociada à revelia dos nossos acordos, é inteiramente incompatível com o projeto do Livres de construir no Brasil uma força partidária moderna, transparente e limpa”, disse o Conselho Nacional do coletivo, em nota. Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário