Polícia prende na Ilha envolvido em assassinato de Policial Civil

Responsável por emprestar a arma para o autor do disparo que vitimou o policial civil Márcio de Jesus Santos, em março do ano passado, em Itaparica, Antônio Carlos Nogueira Júnior, o “Juninho”, foi um dos presos nesta quinta-feira (4) da operação RMS Unida, realizada pela Polícia Militar, em Itaparica e Vera Cruz.
Além de “Juninho”, que de acordo com o titular da 19o Delegacia Territorial de Itaparica, Artur Guimarães, possuía um mandado de prisão em aberto, outras quatro pessoas foram conduzidas à unidade por suspeita de participação no tráfico de drogas na região. “Já tínhamos prendido o autor dos disparos, no ano passado, e agora a PM localizou ele, que emprestou a arma para que o crime ocorresse”, explicou Guimarães.
Com a participação de mais 100 policiais, distribuídos em 29 viaturas, entre carros e motos, a RMS Unida tem o objetivo de aumentar a sensação de segurança e, consequentemente, a redução dos índices criminais na região. “Nesta fase, atuamos em pontos estratégicos de Itaparica e Vera cruz,
considerando o aumento expressivo de pessoas nessa época do ano”, explicou o coronel Alfredo Nascimento, comandante de policiamento da Região Metropolitana de Salvador.
A operação contou com a participação de policiais da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe-Polo), Rondesp-RMS, Companhia de Patrulhamento Tático Móvel (Patamo), do Batalhão de Choque, 5a Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) e também com apoio aéreo do Graer.
“O planejamento operacional da RMS Unida visa o emprego do policiamento ostensivo com ênfase na atuação nos locais que impactam na mancha criminal, devidamente mapeada, por meio de incursões e ocupação, para o enfrentamento da violência”, explicou o Coronel Nascimento. (ssp.ba)

Nenhum comentário:

Postar um comentário