Cármen Lúcia deve assumir Presidência da República nesta sexta-feira, 13

A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), deverá assumir a Presidência da República nesta sexta-feira, 13 de abril. Isso ocorrerá em um momento no qual ela é a seguinte na linha sucessória. Como Temer passou de vice à Presidente da República, ocupando o lugar da ex-presidenta Dilma Rouseeff, o posto de vice acabou ficando vago. Sendo assim, na ausência do atual presidente, os seguintes na linha sucessória são Maia e Eunício. E, se eles não estiverem presentes, o que será o caso desta sexta, Cármen Lúcia assume o posto.
Com viagens já programadas: o Presidente da República, Michel Temer, estará
no Peru de sexta (13) ao sábado (14), para a 8ª Cúpula das Américas a ser realizada em Lima; Rodrigo Maia, presidente da Câmara, tem viagem de ida prevista para o Panamá na quinta-feira, 12 de abril, onde irá participar de Reunião de Parlatino (Parlamento Latino-Americano), e seu retorno é previsto para o sábado (14); Já o presidente do Senado, Eunício Oliveira deve partir nesta sexta-feira (13) para uma visita oficial ao Japão, de onde sua assessoria prevê que ele retorne apenas na semana seguinte.
Segundo informado pela assessoria do STF Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia já foi notificada sobre as viagens de Michel Temer, Rodrigo Maia e Eunício Oliveira, estando assim preparada para a responsabilidade.
Esta não é a primeira vez que isto acontece no Brasil, em 2014, a então presidente Dilma Rousseff esteve nos Estados Unidos e o vice-presidente à época, Michel Temer, no Uruguai. O que deixou o posto aberto para o presidente da Câmara, Henrique Alves (MDB-RN), e presidente do Senado Renan Calheiros (MDB-AL), que negaram o cargo temporário sob alegação de impossibilidades eleitorais. Sendo assim, o presidente do STF Ricardo Lewandowski assumiu a Presidência da República. (1news)

Nenhum comentário:

Postar um comentário