Willian Farias pede que Barradão seja diferencial no Brasileirão

No desembarque do Vitória em Salvador, na noite de quinta-feira (12), o assunto Caíque voltou à tona. O volante Willian Farias, que foi titular na derrota por 2x1 para o Internacional, pela Copa do Brasil, não se esquivou. Falou sobre a falha de Caíque, mas fez questão de lembrar que o jogador não pode ser responsabilizado pelo placar final do jogo.
"A gente conseguiu fazer um bom jogo. Sabemos como é difícil jogar contra o Inter em seus domínios. Sobre a falha do Caíque, não foi só ele quem errou. Foi o grupo todo. A gente sabe disso. É momento de passar confiança para ele. Logo em seguida, falamos que não será a primeira, nem a última vez que ele vai falhar. Tem que levantar a cabeça porque sábado tem mais", disse ele, ao se referir à estreia do rubro-negro no Campeonato Brasileiro, contra o Flamengo. O
jogo será às 19h, no Barradão, e os ingressos já estão à venda.
E é necessário mesmo uma dedicação especial ao Brasileirão. No ano passado, o Vitória escapou do rebaixamento no último minuto, literalmente. Um dos motivos foi o péssimo desempenho em casa - o pior da história desde o início dos pontos corridos, em 2003.
"Temos que fazer um bom jogo no Barradão. Temos que fazer de lá um lugar onde a gente se sinta bem e o adversário, não. Fazendo isso, vamos impor o nosso jogo. Vai ser nosso ponto positivo. O fato de ser o último time que enfrentamos no Brasileiro do ano passado, não tem tanta relevância. Lá têm jogadores de qualidade e, independente do elenco, temos que respeitar a camisa do Flamengo", avalia.

E agora?
Uma das maiores dificuldades do Leão diante do Flamengo provavelmente será a ausência de Neilton. O atacante foi diagnosticado com uma lesão na coxa e ficará pelo menos 15 dias longe dos gramados. O volante admite que o atleta, artilheiro do time na temporada, com 13 gols, fará falta.
"É um jogador importante, que está com o nível de confiança elevado. Isso tudo faz a diferença. Com certeza ele vai fazer falta nesse jogo e quem entra sempre quer dar conta do recado. Não tenho dúvida que isso vai acontecer. Infelizmente não podemos pensar em quem vai ficar fora. Temos que fazer o nosso grupo forte. Temos um grupo enxuto, mas forte", completou. (correio24horas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário