Anac pede que aeroporto de Salvador empreste combustível para outros estados

O Aeroporto de Salvador está funcionando como ponto de abastecimento para aviões de voos de outros estados que também enfrentam desabastecimento de combustível devido à greve nacional dos caminhoneiros. A Concessionária do Aeroporto Salvador Bahia informou, neste sábado (26), que o terminal foi solicitado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para prestar apoio aos demais aeroportos da malha aérea nacional.

“O Aeroporto Salvador Bahia opera de maneira colaborativa, mantendo a programação de partidas locais e prestando suporte a voos oriundos de outros aeroportos”, afirmou a concessionária, em nota.


A concessionária afirmou que segue abastecendo as aeronaves que decolam na capital baiana neste sábado, mas que não é possível estimar até quando o
combustível durará.

"Em decorrência da medida de apoio, que visa assegurar as operações do país, a previsão de reserva de combustível do aeroporto passa a ser monitorada diariamente, conforme a demanda solicitada”, destacou.


Apesar de não ter havido cancelamentos até o momento, a concessionária indica que os passageiros verifiquem as informações de seus voos com as companhias aéreas. “Prezando pelo conforto, a Concessionária orienta aos passageiros consultar as companhias aéreas para mais informações sobre seus voos, até que a situação seja normalizada”, destacou.
A concessionária não informou quantas aeronaves já foram abastecidas em Salvador. Eles possuem contrato com duas distribuidoras - BR e Raizen - que, até o momento, não conseguiram reabastecer o terminal.

Seis aeroportos sem combustível
O último balanço da Infraero divulgado na noite de sexta-feira (25), informava que seis aeroportos administrados pela concessionária estavam sem combustível: São José dos Campos, interior de São Paulo, Uberlândia, em Minas Gerais, Ilhéus, na Bahia, Goiânia, em Goiás, Carajás, no Pará e João Pessoa, na Paraíba.
Em contato com atendimento do aeroporto de Congonhas, da zona sul de São Paulo, a reportagem foi informada que somente alguns voos estão atrasados na manhã deste sábado (26), vindos de Brasília e do Rio de Janeiro. Porém, não há a informação exata se é por falta de combustível ou imprevisto da empresa aérea.
O aeroporto de Brasília informa que adotou medidas emergenciais em razão da indisponibilidade de combustível de aviação. A administração acrescenta que trabalha para diminuir os impactos do desabastecimento causado pela paralisação dos caminhoneiros.

Situação de atenção
Na sexta-feira (25), segundo a Vinci Airports, que administra o terminal aéreo na capital baiana, só havia garantia das operações com a atual reserva de combustível até domingo (27).
"Por conta do fechamento de alguns aeroportos no Nordeste e o aumento do número de solicitações de voos alternados para abastecimento (incluindo rotas internacionais, de alto consumo), a Concessionária do Aeroporto Salvador Bahia reajustou sua expectativa de autonomia. A garantia das operações com a atual reserva de combustível é até o próximo domingo (27 de maio)", informou a empresa em nota na sexta-feira. A Vinci acrescentou ainda que as solicitações de voos oriundos de outros aeroportos serão avaliadas pontualmente, a fim de garantir a programação local de voos e assegurar a mobilidade dos nossos passageiros.
Na quarta-feira (23), dois aviões que decolaram em Brasília e Recife, com destino a Portugal, mudaram o trajeto para abastecer na capital baiana. Naquele momento, o terminal local tinha autonomia para fornecer combustível por cinco dias, com estoque até segunda (28).
O estoque do combustível dos aeroportos de Brasília e Recife se esgotaram nesta sexta-feira (25). Na capital federal, todos os voos que pousarem em Brasília e que precisem de abastecimento ficarão em solo até o fornecimento de combustível ser normalizado, informou a Inframérica, responsável pelo terminal. No Aeroporto Internacional dos Guararapes, do Recife, também está sem combustível nesta sexta-feira (25). No início da manhã, a companhia aérea Azul já havia confirmado o cancelamento de nove voos com saída do Recife. (correio24horas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário