Brasileira é encontrada morta em rio da cidade de Sydney, na Austrália

A brasileira Cecilia Haddad, de 38 anos, foi encontrada morta em um rio na cidade de Sydney, na Austrália. A polícia local ainda apura as causas da morte, considerada como “suspeita”.
O corpo de Cecilia foi encontrado por praticantes de caiaque no rio Lane Cove River, no domingo (29/4). Segundo o site ABC News, a polícia investiga um homem que seria ex-namorado da brasileira. Ele esteve em Sydney no último final de semana e depois viajou para o Brasil.
De acordo com a polícia, a brasileira era executiva de uma mineradora no estado australiano antes de se mudar, em 2016, para Nova Gales do Sul para trabalhar em uma empresa de frete e transporte de mercadorias.

Churrasco
As investigações apontam que Cecilia foi vista pela última vez na noite de sexta
(27) em um churrasco. No sábado pela manhã, ela falou por telefone com alguns amigos, que não tiveram mais notícias dela.
“Cecilia tinha uma vida social ativa e fez um grande círculo de amigos durante sua estada em Sydney”, disse o inspetor Ritchie Sim, envolvido na investigação, em comunicado divulgado. A polícia está interrogando amigos e pediu ajuda à comunidade local para que deem informações sobre a brasileira.
Ao jornal The Sydney Morning Herald, Ritchie Sim contou que a família de Cecilia, que mora no Brasil, e seu ex-marido, que vive em Perth, estão “traumatizados” e cooperando com a investigação.
A mãe da brasileira, Milu Muller Haddad, disse ao jornal Sydney Morning Herald que não sabe se sobreviverá à tragédia e que espera que “a polícia pegue o monstro que matou sua filha”. A entrevista foi publicada no site do jornal australiano nesta quinta (3). (metropoles)

Nenhum comentário:

Postar um comentário