Invicto há 13 jogos em Pituaçu, tricolor recebe o Botafogo-PB

O Bahia pode dizer que tem duas casas em Salvador. A Arena Fonte Nova tem sido o lar mais habitual nos últimos cinco anos, mas Pituaçu volta e meia aparece no caminho do tricolor para levantar o moral da sua torcida.
E quando se fala de levantar o moral, não é pouco. Além das boas lembranças vividas ali como o retorno à Série A em 2010 e o título baiano de 2012, Pituaçu traz invencibilidade à equipe.
Nesta quinta-feira (3), às 21h45, o Bahia colocará em jogo essa invencibilidade, que já dura três anos. Será contra o Botafogo-PB, pela partida de volta das quartas de final da Copa do Nordeste.
Na realidade, por conta do bom resultado em João Pessoa, quando venceu por 2x1, o tricolor pode até perder por 1x0 que mesmo assim avança para as semifinais por conta dos gols fora de casa.
A última vez em que o tricolor perdeu em Pituaçu foi como visitante, no dia 22
de fevereiro de 2015. O Esquadrão foi derrotado pelo Jacuipense, por 2x1, pela primeira fase do Campeonato Baiano.
De lá para cá, foram 13 jogos realizados em Pituaçu, com 11 triunfos e dois empates. Foram 35 gols marcados e apenas cinco sofridos.
O lado ruim é que os dois empates foram justamente os dois últimos jogos do tricolor por lá: Bahia 0x0 Flu de Feira em janeiro deste ano, pelo estadual, e Bahia 1x1 Avaí em julho de 2017 pela Série A.
Por isso dá para dizer também que o tricolor não ganha em Pituaçu há dois anos. O último triunfo foi contra o Flu de Feira 0x2 Bahia em 9 de abril de 2016, pelo Baianão.
Como mandante, a invencibilidade do Bahia em Pituaçu é muito maior. A última derrota foi para o ABC, por 3x0, em fevereiro de 2013. Ou seja, há mais de cinco anos e antes da inauguração da arena. A partida aconteceu justamente pelo Nordestão. De lá para cá, foram também 13 jogos, mas com nove triunfos. Foram 27 gols marcados e quatro sofridos.
Além do reencontro com Pituaçu, o preço dos ingressos também pode motivar o torcedor a assistir à partida: R$ 15 a meia-entrada para as arquibancadas e R$ 25 a meia para as cadeiras. Segundo o Bahia, a partida será em Pituaçu porque a arena Fonte Nova estará ocupada com um evento.

Bom campo
Para os jogadores do tricolor, o retorno a Pituaçu é positivo. Segundo o atacante Élber, a equipe gosta do campo de lá. “Estádio muito bom, com um gramado excelente. Nosso time tem um toque de bola muito bom, então vai ajudar nisso”, disse.
“Eu enfrentei o Bahia lá pelo Brasileiro, quando estava no Cruzeiro. Acho que foi em 2012. Pelo time, joguei esse ano contra o Fluminense de Feira. Já conheço o estádio e temos totais condições de fazer um grande jogo lá. Pelo visto, é um estádio que traz muitas alegrias ao nosso clube”, completou o atacante.
Até agora, as equipes se enfrentaram três vezes na temporada, todas pela Copa do Nordeste. Foram dois triunfos para o tricolor, ambos em João Pessoa, e uma derrota, na Fonte Nova.
Élber destacou o ‘tira-teima’ entre as equipes: “Mas esse vai ser o jogo mais importante contra eles no ano. Temos que focar para sairmos com o triunfo e com a classificação. Sabemos que é uma equipe qualificada, com jogadores experientes, que rodaram por grandes clubes”.

Desfalques
Para o duelo com o Botafogo-PB, o Bahia não terá os zagueiros Rodrigo Becão, Douglas Grolli, que se recuperam de lesão, além do atacante Marco Antônio, com um problema num tornozelo.
Por conta da vantagem obtida no jogo de ida, o Bahia decidiu poupar o volante Elton e o atacante Edigar Junio. Com isso, Edson e Júnior Brumado devem receber uma chance.
A boa notícia, por outro lado, ficou pelo retorno do zagueiro Tiago, que se recuperou de dores numa coxa e foi relacionado. Com isso, o zagueiro Everson, de 20 anos, revelado na base tricolor, pode voltar para o banco. (correio24horas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário