"Não adianta ficar chorando", diz Mancini após eliminação da Copa do Nordeste

Após a eliminação do Vitória da Copa do Nordeste e os protestos da torcida, Vagner Mancini focou seu discurso nos pedidos de "seguir em frente". Em entrevista coletiva, o técnico lamentou a desclassificação, mas cobrou que não tenha abatimento no Rubro-Negro.
"Não tenha dúvida que ser eliminado causa um peso emocional, mas no futebol sabemos que isso acontece. Não podemos nos abater num momento desses. O Vitória vem de duas vitória no Campeonato Brasileiro, que passa a ser nosso único campeonato agora. Não adianta ficar chorando. Temos que levantar a cabeça", disse.
O treinador garantiu entender a revolta do torcedor, porém pediu foco no duelo de domingo (27), contra o Botafogo, pela Série A. "Entendemos a posição do torcedor. A gente lamenta, estamos chateados, mas a vida tem que seguir, pois já temos jogo domingo".
O comandante ainda se defendeu das críticas por ter colocado um time reserva no jogo de ida contra o Sampaio Corrêa e afirmou que montou o time com o que
tinha à disposição. "Eu não coloquei um time alternativo. Não sei porque essa pergunta é recorrente. Eu não podia contar com vários jogadores no jogo lá em São Luís. Não poderia contar com Kanu, Rhayner, Willian Farias, Jeferson, Neílton. Eles não estavam a disposição. Não foi porque eu quis. Eu armei o time com o que tinha de melhor naquele momento. Muita gente acha que menosprezei o Sampaio Corrêa, mas isso não existiu".
Já sobre a partida desta quinta, Mancini reclamou da arbitragem. "Nós estamos chateados, pois acabamos eliminados do campeonato. Tivemos lances duvidosos, onde o árbitro foi extremamente diferente do que todos viram. Ele deveria ter marcado, pelo menos, mais dois pênaltis. Mas, isso não é desculpa". (bocaonews)

Nenhum comentário:

Postar um comentário