Irmãos são mortos a facadas dentro de sítio após briga por demarcação de terra

Dois irmãos foram mortos dentro do sítio em que moravam em Itariri, no Vale do Ribeira, interior paulista. Edson Neves Sebastião, de 46 anos, e Agnaldo Neves Sebastião, de 52, teriam sido vítimas de golpes de facão após discutirem com um vizinho, apontado como principal suspeito do crime. Ele está foragido.
Segundo apurado pelo G1, o crime aconteceu na manhã desta quinta-feira (25), mas equipes da Polícia Militar tomaram conhecimento das execuções apenas no início da noite, quando outro vizinho localizou os corpos.
Relatos preliminares dão conta de que os irmãos tinham uma desavença antiga com o suspeito, por conta da demarcação de suas propriedades. “Houve uma discussão por conta desse problema, que vem de anos. Trabalhamos com o vizinho sendo o principal suspeito, principalmente por ele não ter sido
encontrado”, explica o delegado Edenilson Mattos, responsável pelo caso.
Na residência da propriedade, os corpos dos irmãos foram encontrados cada um com um golpe profundo na nuca. A hipótese inicial é de que o criminoso tenha utilizado um facão, ou até uma foice. O laudo necroscópico vai determinar a causa exata das mortes.
Familiares das vítimas, incluindo o pai, que é policial militar reformado, foram acionados e estiveram no local para fazer o reconhecimento dos corpos. “Por enquanto, não há testemunhas formais, e as informações são preliminares. Vamos, ainda, determinar a linha de investigação”, explica o delegado, que não descarta a hipótese do crime ter sido, sim, resultado da briga pela demarcação das propriedades.
A Polícia Civil fez a perícia do local antes de liberar a retirada dos corpos, que foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Praia Grande, no litoral paulista. O caso foi registrado como homicídio na Delegacia Sede de Itariri, que investigará o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário