Com 74 ônibus retidos, Prefeitura de Vitória da Conquista decreta situação de emergência

A Prefeitura de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, decretou situação de emergência no transporte público da cidade, nesta quarta-feira (18), por conta da falta de ônibus para atender a demanda de passageiros.
O problema começou na terça-feira (17), depois que 74 coletivos da empresa Viação Vitória foram retidos por causa de irregularidades nos veículos. Conforme a prefeitura, foram encontrados ônibus com pneus carecas, sinalização deficiente e tacógrafo em mau estado, entre outros problemas.
Após a vistoria, apenas 6 ônibus foram liberados para atender às linhas de responsabilidade da empresa, o que gerou reclamações da população, que enfrentou demora nos pontos de ônibus na terça e nesta quarta-feira.

"A gente é obrigado a ficar em pé, debaixo de sol, de chuva, esperando ônibus. Isso é uma vergonha para nossa cidade. Uma cidade do tamanho da nossa tá
passando por uma humilhação dessa", contou a dona de casa Anelita Souza.

Com o problema, além da situação de emergência, a prefeitura decretou ainda que, enquanto os veículos da Viação Vitória não forem regularizados, poderá repassar todas linhas de responsabilidade da empresa para outra empresa, de forma emergencial e temporária.

"Tinha que ter avisado à população, previnido. E, também, ter feito a coisa de forma diferente. Põe metade dos carros trabalhando e metade faz a vistoria. Quando terminar a vistoria da outra metade, põe na rua e vai fazer a da outra. Agora, não penalizar a população por causa disso. Tá errado", disse a dona de casa Cássia Cardoso.

Além da Viação Vitória, a empresa Cidade Verde também opera no transporte público de Vitória da Conquista. A empresa tem frota de 78 coletivos e já passou a atender algumas linhas que antes eram da Viação Vitória nesta quarta. Vans do transporte alternativo também estão em operação na cidade.
Em nota, a Viação Vitória informou que vai tomar providências e aguardar uma nova vistoria. A empresa diz ainda que é impossível regularizar a situação de todos os ônibus de uma vez. (g1ba)

Nenhum comentário:

Postar um comentário