Livro reúne projetos de valorização da cultura de matriz africana; SAJ também concorreu

A Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) lançou, nesta terça-feira (3), o livro ‘A Vitrine da Economia Solidária de Matriz Africana’, que apresenta a trajetória de projetos selecionados no edital 001/2014. A chamada pública contemplou 34 projetos, com objetivo de apoiar a produção e a comercialização de produtos de economia solidária no estado, no segmento de matriz africana.
“O livro retrata o que foi feito em cada um dos projetos selecionados e traz ao público um condensado dessas experiências inovadoras. Essa foi a primeira vez que a Setre lançou um edital com esse viés, que abraça e valoriza o povo de terreiro, comunidades quilombolas e blocos afro com um recurso bastante significativo. A experiência positiva nos dá o respaldo e a intenção para elaborarmos um novo edital nesse molde”, explicou o titular da Setre, Vicente Neto. O lançamento do livro ocorreu no espaço de Inovação Vale do Dendê, no Shopping da Bahia.
O edital recebeu 80 propostas de instituições não governamentais (ONGs) e de organizações sociais. Além de Salvador, concorreram entidades dos municípios de Ituberá, Cachoeira, Inhambupe, Santo Antônio de Jesus, Cruz das Almas, Santo Amaro, Rio de Contas, Muritiba, Camaçari, Laje, Juazeiro, Cansanção, Nazaré, Nilo Peçanha, Camamu e Jaguaripe.
Com investimento de R$ 9 milhões, o edital teve como principal foco a identificação do grande potencial produtivo existente nos espaços de cultos de religiões de matriz africana. Foram contempladas iniciativas em áreas como artesanato, confecção, culinária, plantas medicinais, música, capoeira, estética e moda afro, em comunidades quilombolas, terreiros de religiosidade afrobrasileira, blocos afro e semelhantes.
Para o coordenador da Associação de Capoeira Engenho, professor Pica Pau, o projeto garante a continuidade de iniciativas de preservação da identidade afro-brasileira. “Através do edital, conseguimos organizar as atividades que desenvolvemos dentro de nossa comunidade, fortalecendo aspectos importantes da nossa cultura. Pudemos dar uma guinada na vida dos participantes”, afirmou.

Repórter: Tácio Santos/Tribunadoreconcavo/Foto: Amanda Oliveira/ GOVBA

Nenhum comentário:

Postar um comentário