Em tentativa de Invasão a delegacia 1 morre, promotor, delegado e mais 9 ficam feridos

Onze pessoas ficaram feridas e um homem morreu após uma confusão nas proximidades da 32ª Delegacia Especializada de Polícia de Caapiranga, a 134 Km de Manaus. Entre os feridos, estão o delegado do município e um promotor. Eles passam bem. Reforço policial foi enviado à cidade após a tentativa de invasão à unidade policial, nesta quarta-feira (22).
O tumulto teve início após população saber da transferência para Manacapuru cidade vizinha de um homem e uma mulher presos suspeitos de envolvimento em um homicídio, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Anteriormente, a polícia havia confirmado apenas a prisão da suspeita.
Segundo a SSP-AM, a suspeita é que a dupla tenha executado um rival, desaparecido desde a segunda-feira (20).
A Polícia Civil afirma que tanto os suspeitos quanto a vítima que está sumida já
foram detidos diversas vezes por tráfico de drogas, porte de arma de fogo e homicídio.
O delegado titular de Caapiranga, Sinval Souza, informou à SSP-AM que a unidade prisional onde a dupla estava detida foi depredada, assim como duas viaturas, sendo uma da Polícia Militar e outra da Civil.
Segundo o delegado, a ação foi comandada por comparsas e familiares dos envolvidos no caso.

"O desaparecimento é um caso de repercussão na cidade e a notícia da transferência dos presos levou dezenas de curiosos para frente da delegacia. Infratores armados com espingardas atiraram contra a unidade policial quando o tumulto popular começou", informou a nota da SSP-AM.

Feridos
Dos onze feridos, três homens e uma mulher seguem internados no Hospital de Manacapuru, município próximo à Caapiranga. Um homem, com ferimento grave no crânio, foi encaminhado para o Hospital João Lúcio, em Manaus. As informações foram confirmadas pela Secretaria de Saúde.

Uma morte por arma de fogo foi confirmada.
O delegado Sinval Souza foi ferido por um tiro de raspão na cabeça e um promotor que acompanhava o caso na delegacia e negociava com familiares dos presos a remoção foi atingido com uma pedrada, também na cabeça. Não há informações sobre os tipos de ferimentos das outras vítimas.

Reforços enviados ao município
Por conta da confusão, foram enviados reforços policiais que permanecerão na cidade. Um efetivo do Grupo Fera e do Comando de Policiamento Especializado da PM foi enviado no fim da noite de quarta (22). (g1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário