Petrobras espera retomar nos próximos dias operações em sua maior refinaria

A Petrobras disse nesta segunda (27) que espera retomar nos próximos dias as operações na Refinaria de Paulínia, a maior do país, paralisada há uma semana após incêndio em suas instalações. A expectativa era que as unidades começassem a ser religadas nesta quarta (29). A companhia não precisou a data do retorno das operações.
Na sexta (24), porém, a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) determinou a interdição da refinaria, que tem capacidade para processar 434 mil barris de petróleo por dia. Embora tenha atingido apenas parte das instalações, o incêndio danificou dutos que interligam as diversas unidades da refinaria.
"A companhia está providenciando os documentos e informações requeridos pela ANP que comprovem as condições de segurança adequadas para a retomada segura da operação das unidades que não foram afetadas pelo acidente", disse a Petrobras, em nota divulgada nesta segunda.
A estatal alega que já vinha tomando medidas similares às solicitadas pela ANP e, por isso, não prevê atraso no cronograma de retorno às operações. "A Petrobras aguardará a desinterdição das instalações pela agência, mantendo a perspectiva de início do processo produtivo para os próximos dias", diz a nota.
No momento, estão mantidas as operações de tancagem e entrega de combustíveis. No dia do acidente, a Petrobras afirmou que a refinaria tem estoques para atender à demanda durante a paralisação e que, se necessário, poderia ampliar a produção em outras refinaras para compensar a parada em sua maior unidade.
Bocão News

Nenhum comentário:

Postar um comentário