População adere e mobilização para barrar reajuste do IPTU em SAJ ganha força

A campanha "#IPTUNAJUSTIÇA", que tenta barrar o aumento abusivo do IPTU em Santo Antônio de Jesus - e que nos últimos dias obteve grande repercussão na mídia em todo o Estado, ganhou um grande reforço após o início de uma mobilização que tomou conta das principais praças da cidade. O objetivo é coletar assinaturas dos moradores e encaminhar uma ação civil pública que obrigue a prefeitura a corrigir o reajuste ou, em caso de omissão, buscar as medidas judiciais cabíveis.

Desde o seu início, na última quinta-feira (02), a mobilização resultou em mais de 1.200 assinaturas. Vale destacar que esta ação conta com o apoio de estudantes do curso de Direito, que estão prestando orientações à população sobre o andamento do processo, além de reforçar a importância que cada cidadão deve ter na busca por seus direitos. 
Vitórias na justiça
Desde quando houve a votação na Câmara de Vereadores de Santo Antônio de Jesus, em 29 de novembro do ano passado, os moradores estranharam a forma como o projeto tramitou na casa. De lá para cá, as ações da campanha "#IPTUNAJUSTIÇA", por iniciativa do médico e empresário Dr Everaldo Júnior, tomaram conta das redes sociais e das ruas da cidade - com outdoors em crítica ao reajuste. 

Em julho deste ano, Dr Everaldo conseguiu na Justiça o direito de pagar em juízo o próprio IPTU, de modo que Prefeitura ficou impedida de utilizar o recurso até que o processo pelo fim do aumento seja concluído. Além dele, outro santoantoniense obteve decisão favorável na justiça. “Já obtivemos algumas decisões favoráveis na justiça e continuaremos firmes convidando toda a população a aderir a essa mobilização para que possamos seguir reivindicando o fim desse reajuste abusivo do IPTU”, destacou Dr Everaldo.
A expectativa agora é conseguir o máximo possível de assinaturas junto à população. Para isso, os estudantes de Direito seguem coletando assinaturas ao longo desta semana na Praça Ursicino Pinto de Queiróz, em frente à loja Roupa Nova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário