Homem que esfaqueou Bolsonaro agiu sozinho, apontam indícios coletados pela PF

O homem que esfaqueou Jair Bolsonaro (PSL), Adélio Bispo de Oliveira, agiu sozinho. É o que indica a primeira análise feita pela Polícia Federal no celular e em arquivos de computador dele, de acordo com o jornal O Globo.
Segundo a publicação, ainda não foram encontrados indícios materiais de que Adélio tenha se comunicado com co-autores ou com um suposto mandante do atentado contra o candidato à Presidência da República. No entanto, os policiais ponderaram que ainda há material para ser analisado, principalmente o que está armazenado em nuvens digitais.
Os indícios de que Adélio teria agido sozinho foram reforçados pelo fato de que quatro pessoas interrogadas pelos policiais não demonstraram conexão direta ou indireta com o crime. Computadores e celulares do criminoso estão sendo periciados por equipes de Juiz de Fora (MG), onde aconteceu o crime, e também em Belo Horizonte.
Já a faca usada por Adélio foi encaminhada para Brasília porque é necessário identificar no processo que ela foi a arma usada para atingir o presidenciável, apesar do flagrante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário