'Nós não podemos salvar o Brasil matando vocês', diz Bolsonaro ao agronegócio brasileiro

Candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro se reuniu nesta quarta-feira (24) com representantes do agronegócio baiano e brasileiro. Na oportunidade, Sérgio Pitt, presidente da Associação Nacional de Defesa dos Agricultores Pecuaristas e Produtores da Terra (Andaterra), apresentou as principais bandeiras do setor agrícola.
O setor pediu ao candidato a redução da carga tributária, securitização de dívidas dos setores em crise, segurança jurídica no campo e o que chamaram de “fim nas demarcações e ampliações fraudulentas”. “Nós não podemos salvar o Brasil matando vocês”, declarou Bolsonaro ao se comprometer com o setor.
Presente no encontro, o empresário baiano Walter Horita, ex-presidente da Fundação Bahia, da Associação Baiana de produtores de Algodão (ABAPA) e da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia, ressaltou a importância do setor responsável pela geração de quase 20 milhões de empregos e um terço do PIB Nacional.
No documento, assinado por 37 representantes da agropecuária brasileira e entregue ao deputado federal do PSL, além de apresentar os gargalos, a categoria assumiu o compromisso de colaborar com o futuro governo no intuito de reerguer o país.



*BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário