Técnico de enfermagem correu mais de 300 metros antes de ser executado

Uma cena do local do crime em que foi vítima Geovane Passos Trindade, de 25 anos, chamou a atenção de amigos do técnico de enfermagem que estiveram no local aonde ele foi morto.
Geovane trabalhava no hospital municipal de Teixeira de Freitas e estava desaparecido desde a manhã do domingo (30), quando saiu de casa dizendo que ia almoçar com um amigo.
Seu corpo foi encontrado na manhã desta segunda-feira, 1º de outubro, em uma estrada vicinal ao lado da estrada de acesso a pedreira da Scopel. O corpo apresentava sinais de espancamento, lesão por arma branca e tiro, segundo os peritos.
As marcas deixadas no local mostram que o jovem, mesmo ferido ainda correu mais de 300 metros antes de ser executado de joelhos. Um par de chinelos foi encontrado em uma encruzilhada em meio a uma plantação e eucaliptos. Ao longo do caminho o que se viu foi um rastro de sangue.

Também foi encontrado um capacete com marcas de sangue na viseira e na correia de suporte do pescoço, aonde, segundo o perito havia uma lesão feita com faca, logo adiante foi encontrada a camisa que a vítima usava com um corte nas costas, feito também por faca. Logo adiante uma faca quebrada suja de sangue.
Segundo os peritos Danilo e Eder, as marcas indicam que o jovem foi ferido e mesmo assim ainda tentou salvar sua vida correndo mais de 300 metros até o local aonde o corpo foi encontrado. A moto de Geovane, uma Bros, de cor preta, placa PKD-3035, licenciada em Teixeira de Freitas não foi encontrada. Nas redes sociais amigos lamentam a morte prematura do jovem.
F: Bahia Extremo Sul/Avozeaqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário