Vitória e Corinthians empatam com gols nos acréscimos

Em duelo direto de equipes que estão preocupadas com o rebaixamento no Brasileirão, Vitória e Corinthians ficaram no empate por 2 a 2, neste domingo, no Barradão, num jogo que teve emoção até os acréscimos. Rhayner e Jadson marcaram no primeiro tempo, e, no fim, Roger fez o segundo para o Timão, mas viu Neílton empatar novamente no último minuto. No fim, até que os dois não podem reclamar do pontinho somado na 30ª rodada. A equipe baiana abre dois pontos do Ceará, primeiro time do Z-4, que perdeu para o Palmeiras, enquanto o Timão evitou que o time rubro-negro o ultrapassasse na tabela. Ambos só dependem das próprias forças para um fim de ano tranquilo. Veja abaixo os melhores momentos da partida:

COMO FICA?
O Vitória é o primeiro time fora da zona da degola, mas agora com 33 pontos, contra 31 do Ceará que tem um jogo a menos. O Corinthians sobe para 36, a
uma distância ainda relativamente segura dos quatro piores times. 

HUMOR VARIÁVEL
O Vitória deu a impressão de que "amassaria" o Corinthians no primeiro tempo. Com três chutes perigosos nos primeiros 10 minutos, a equipe rubro-negra exigiu duas defesas de Cássio e abriu o placar com Rhayner. Festa dos mais de 18 mil torcedores no Barradão – o número foi impulsionado por uma promoção de ingressos do Vitória durante a semana. Ao longo do jogo, porém, o torcedor foi se irritando, viu o time sofrer a virada e só sorriu no último minuto, com o empate de Neílton.

PRIMEIRO TEMPO
O Vitória começou mandando no jogo e exigindo de Cássio nos primeiros dez minutos. Erick, por duas vezes, parou no goleiro do Corinthians. Na terceira jogada, tocou para Rhayner, que arriscou de longe e acertou o cantinho do gol, abrindo o placar. Com mais posse de bola (60% a 40%), mas baixo poder ofensivo, o Timão passou concentrar suas jogadas no lado esquerdo, com Romero e Danilo Avelar. Numa dessas jogadas, o lateral serviu Jadson, que pegou de primeira, de trivela, fazendo um golaço. O lance animou o Timão, que até marcou o segundo com Ralf, mas o lance acabou anulado por impedimento de Henrique no lance anterior.

SEGUNDO TEMPO
O Vitória tratou o jogo com maior urgência e foi ao ataque, empurrando o Corinthians para o setor defensivo e fazendo a equipe de Jair Ventura apostar nos contra-ataques. As alterações corintianas foram boas, com Clayson, Roger e Araos melhorando a criação do time – o resultado, depois de muita pressão do rival, viria aos 45 minutos, com Araos dando passe perfeito para Roger dominar e marcar. No entanto, o time da casa teria seu esforço recompensado aos 47, após cobrança de falta que Fabiano desviou, e Neílton, na pequena área, finalizou com um chutaço sem chances para Cássio. Resultado justo no Barradão. 


*Globoesporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário