Abaixo da média nacional, expectativa de vida dos baianos sobe para 73,7 anos

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta quinta-feira (29), a expectativa de vida dos baianos nascidos em 2017 subiu dois meses e 12 dias em relação ao ano de 2016, chegando a 73,7 anos.
Apesar do crescimento, o estado da Bahia se mantém em uma posição abaixo da médica nacional, ocupando a 11ª média mais baixa do país, que é de 76 anos. Estes cálculos são resultado das Tábuas Completas de Mortalidade 2017 do IBGE.
O instituto ainda apontou que as mulheres vivem 9 anos mais do que os homens, já que em 2017 a expectativa de vida ao nascer dos homens era de 69, 3 anos, e das mulheres 78,4 anos. Outro dado importante divulgado pelo IBGE é que entre 1980 e 2017, a chance de uma pessoa da Bahia de 60 anos chegar aos 80 cresceu quase 90% (+88,5%), e mais da metade dos idosos (573 a cada mil habitantes) passaram a ter essa possibilidade de viver mais.


*VN

Nenhum comentário:

Postar um comentário